New Balance > Running  > Busque o seu refúgio! Os 5 melhores lugares para correr em São Paulo

Busque o seu refúgio! Os 5 melhores lugares para correr em São Paulo

Uma seleção de lugares para correr em São Paulo por quem conhece do assunto: Bruna Guido, paulistana, atleta New Balance e personal trainer.

Está cansado de percorrer sempre os mesmos caminhos? Busca motivação e novos desafios para encarar a corrida na cidade?

Descubra novos trajetos, trace metas maiores e tente se superar diariamente! Para facilitar essa missão, a New Balance separou uma lista que pode dar um gás nos seus treinos te ajudando a criar roteiros diferentes a cada dia.

Pedimos a ajuda da Bruna Guido, atleta New Balance  e com ampla experiência no universo da corrida atuando como personal trainer e treinadora, para listar os melhores lugares para correr em São Paulo.

Bruna acredita que correr em São Paulo é um teste diário. “Temos de tudo e isso nos ajuda… Correr em São Paulo para mim é um leque de possibilidades para conhecer cada ponto da cidade da melhor forma, correndo”, afirma a paulistana que não se deixa desanimar pela rotina e diz encaixar os treinos até mesmo nos intervalos do trabalho.

Selecionamos oito opções de lugares para correr em São Paulo na intenção de agradar os adeptos dos parques, aqueles que treinam pela manhã ou só conseguem correr à noite, quem não abandona os treinos nem aos finais de semana, praticantes de trekking e, sobretudo, os amantes da corrida.

1 – Parque Ibirapuera

É raro o paulistano que não conheça o Parque Ibirapuera, o maior símbolo da corrida na cidade. Foi lá que, em meados dos anos 80, surgiram os primeiros grupos de corrida da capital. Mas se você ainda não o colocou no seu roteiro, está perdendo tempo! Pistas de corrida asfaltadas, trechos de subida e descida, trilhas para correr na terra e um visual sensacional ao longo dos 1.584 milhões de m².

Que tal correr nas trilhas que passam pelo Auditório e Planetário? Ou sair da pista de asfalto para fazer o treino em meio à reserva de árvores do Manequinho? Se chover, não pense duas vezes e corra para debaixo da marquise; há espaço suficiente para seguir o treino sem se molhar.

2 – Parque do Carmo

Localizado na zona leste de São Paulo, é o segundo maior parque urbano da cidade em termos de extensão. São 1.500.000 m² divididos em pistas de corrida, ambientes de convivência e praças que podem servir para os treinos.

Pistas bem pavimentadas, trechos de subida e descida moderadas e espaço arborizado. Ideal para curtir um treino ao ar livre! Para Bruna Guido, é o local que propõe circuitos mais desafiadores, com diversas opções de terreno e altimetria.

Legenda da foto: Pista margeia o lago que corta o Parque do Carmo, na zona leste de São Paulo ( Foto: Projeto SP City/Divulgação)

3 – Cidade Universitária – USP

Se correr ao ar livre é estar a mercê do clima, nada melhor do que frequentar o campus da USP no raiar do dia. O cenário perfeito para quem gosta de correr na rua.

Asfalto liso,  pistas largas, trechos longos de subida e descida fazem da Cidade Universitária, localizada no bairro do Butantã, um dos locais preferidos para os treinos.. Atenção apenas com as bikes e o trânsito de automóveis, que apesar de reduzido ainda acontece.

São 7.443.770 m² de ruas arborizadas e ideais para diversos tipos de treino. Quer testar o fôlego da subida? Administrar o trote em um trecho de descida sem prejudicar o joelho?

Lá é o lugar ideal para realizar esses e outros testes. Claro, tudo isso respeitando os próprios limites. Não se engane: o corpo fala!

4 – Parque Ecológico do Tietê

A reserva ambiental do Parque Ecológico do Tietê, na zona leste da capital, é um dos lugares para correr em São Paulo dedicados a treinos de grupos profissionais. Além de pistas de atletismo, o parque reúne 9 km de trilhas, além de áreas de convivência com piscina, churrasqueira e campos de futebol.

É um lugar ideal para buscar refúgio em meio à mata, respirar um ar mais puro durante os treinos e ainda ter o privilégio de observar espécies raras na fauna da cidade, como tucanos, araras e corujas.

Um convite para colocar a playlist de lado e se deixar levar pela trilha sonora dos pássaros.

5 – Elevado João Goulart – Minhocão

De uns tempos pra cá o Minhocão se tornou um dos símbolos da ocupação dos espaços públicos no centro de São Paulo. O Elevado que é rota entre a zona leste e oeste, à noite, fica fechado para os carros e se transforma no paraíso dos atletas que gostam de correr na rua.

São 3,5 km que ligam a região da Praça Roosevelt, no centro da cidade, à Barra Funda. Aos fins de semana e feriados o Minhocão também fica vetado para os carros, transformando-se no circuito ideal para quem deseja diferenciar o treino dentro da cidade e fugir do trânsito dos automóveis.

Com seus mais de 12 milhões de habitantes, São Paulo é uma cidade que não para; ela corre conforme o relógio. Apesar de todos os compromissos e tarefas que o dia-a-dia impõe, é possível (e essencial) encontrar o momento para calçar o tênis e traçar um roteiro pela cidade.
Defina sua rota. Ou se deixe levar pelo caminho e, quem sabe, descubra um novo trajeto.

No Comments

Leave a reply